11°C 28°C
Lagoa Santa, MG
Publicidade

Mulher é expulsa de voo em Confins, da socos e chama tripulante de macaco

Segundo o boletim de ocorrência, a mulher estava bastante alterada sob efeito de álcool; o caso foi registrado como injúria racial e lesão corporal

24/06/2024 às 08h07
Por: Redação
Compartilhe:
 Foto: Henrique Campos/TV Globo
Foto: Henrique Campos/TV Globo

Uma mulher de 39 anos foi presa pela polícia no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, na Grande BH, sob suspeita de injúria racial e lesão corporal contra um gerente operacional da companhia aérea Azul. O incidente ocorreu na tarde deste domingo, 23 de junho.

A passageira, Luana Otoni de Paula, estava programada para embarcar em um voo para Natal (RN) às 13h30. No entanto, após um tumulto, ela foi impedida de entrar na aeronave.

Segundo relatos, Luana apresentou seu cartão de embarque e, antes de chegar ao avião, caiu no chão. Um funcionário da Azul a socorreu e notou que ela apresentava sintomas de embriaguez. O gerente operacional perguntou se ela precisava de atendimento médico e a convidou a se retirar do voo, conforme os protocolos de segurança aérea, informando que ela precisaria ser realocada em outro voo.

De acordo com o boletim de ocorrência (BO), quando o gerente da Azul tentou retirar os pertences de Luana, ela reagiu agressivamente, chamando-o de "macaco, preto, cretino, babaca" e tentando agredi-lo com chutes e socos. Ela também fez comentários depreciativos, afirmando que ele estaria feliz por desembarcar uma "patricinha".

Outro funcionário da companhia tentou intervir e também foi insultado. A Polícia Federal (PF) foi acionada, deu voz de prisão à mulher e a conduziu até a base da Polícia Militar (PM). Durante o procedimento, os agentes da PF também foram alvo de agressões verbais, sendo chamados de "policiais federais babacas, playboys que viraram policiais e moleques".

Luana alegou à PM que apenas obedeceu ao funcionário da empresa e que teria tropeçado ao entrar na aeronave. Ela afirmou que não podia perder o voo por motivos profissionais, que se exaltou e se afastou dos envolvidos. Ela disse ainda que estava aguardando uma refeição em um restaurante quando os policiais deram voz de prisão em flagrante.

A Polícia Civil informou que Luana foi conduzida à delegacia de Polícia Civil em Vespasiano, na Grande BH, para as devidas providências legais.

Confira o posicionamento da Azul:

"A Azul informa que uma Cliente indisciplinada no voo AD2562 (Belo Horizonte-Natal) foi orientada a desembarcar por comportamento inadequado. No momento do desembarque, a Cliente agrediu física e verbalmente um Tripulante da Azul. A autoridade de segurança foi chamada para acompanhar o desembarque e, em seguida, os conduziu para delegacia para registrar depoimento e conduzir a apuração do caso. A Azul ressalta que repudia veemente qualquer tipo de ofensa ou agressão aos Clientes e seus Tripulantes, sendo certo que serão adotadas as medidas cabíveis."

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lagoa Santa, MG
27°
Tempo limpo

Mín. 11° Máx. 28°

26° Sensação
2.57km/h Vento
29% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h28 Nascer do sol
05h35 Pôr do sol
Ter 29° 12°
Qua 28° 11°
Qui 29° 11°
Sex 30° 11°
Sáb 30° 13°
Atualizado às 15h04
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,57 -0,53%
Euro
R$ 6,06 -0,59%
Peso Argentino
R$ 0,01 -1,37%
Bitcoin
R$ 402,744,64 +1,25%
Ibovespa
127,881,02 pts 0.21%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade